A união faz a força

Você já ouviu essa expressão do título?

Seja no trabalho, na faculdade ou em outros contextos, as pessoas são incentivadas a trabalhar em equipe, a unir as habilidades e o conhecimento que possuem a fim de alcançar o mesmo propósito. Em muitos casos, é até exigido que as pessoas realizem determinadas atividades em grupo.

Apesar de os 300 homens liderados por Gideão estarem em menor número quando comparados ao exército inimigo, havia neles um diferencial que colocava os oponentes em desvantagem: a união.

Eles estavam todos unidos em torno do mesmo sonho, num só espírito, numa só fé, tendo um só Senhor e um só líder.

Aos olhos humanos, eles eram poucos, mas, pelo fato de estarem unidos, tornaram-se um exército forte.

A unidade faz de um grupo relativamente pequeno, um grupo imensamente grande, que liderado por Deus, possui a certeza da vitória.

Se você deseja saber mais detalhes a respeito dessa história, leia conosco os últimos capítulos do livro “Gideão e os 300”, escrito pelo Bispo Edir Macedo.

Estamos chegando ao fim de mais uma leitura do bimestre. Foi uma jornada enriquecedora na qual aprendemos que Deus realiza o extraordinário através de pessoas comuns.

Então, conte para a gente qual foi o capítulo que mais lhe marcou ao longo dessa leitura. Aproveite para compartilhar também qual livro você gostaria que fosse a próxima leitura do bimestre.

Related Posts

Deixe um comentário