Sem desculpas para pecar

shutterstock

Você já ouviu alguém justificar determinado pecado que cometeu, dizendo algo como: “estamos na época da graça”, “Deus entende” ou “Deus é misericordioso”? Frases como essas são ditas com tanta frequência por pessoas que se consideram cristãs, que já não soam mais tão estranhas aos nossos ouvidos.

No cenário de guerra em que vivemos, uma das táticas mais utilizadas por Satanás é misturar a mentira com a verdade, escondendo “meias mentiras” dentro de “meias verdades”. Desse modo, ele acaba enganando todos os que lhe dão ouvidos, causando profundos danos espirituais.

Atualmente, um dos assuntos mais mal compreendidos entre os cristãos tem sido a graça de Deus. Ela é um favor imerecido; ou seja, nós não fizemos absolutamente nada para merecê-la. No entanto, em sua infinita misericórdia e amor, Deus nos proporcionou acesso ao Seu perdão e à Salvação. Muitas pessoas, porém, têm utilizado a misericórdia Divina como uma licença para cometerem os seus pecados, esquecendo-se de que a graça não exclui a obediência e a disciplina do Seu Reino.

Jamais podemos nos esquecer de que esse presente imerecido não é uma mercadoria barata vendida em feiras livres, mas um tesouro de valor inestimável, pois foi conquistado por meio do sacrifício que Jesus fez na cruz.

Se você deseja saber se a sua compreensão da graça de Deus é compatível com o que está escrito na Palavra de Deus, leia conosco o capítulo 10 da nossa indicação de leitura do bimestre, o livro “Como vencer suas guerras pela fé”.

Ah, e não deixe de compartilhar conosco as suas reflexões a respeito deste capítulo.

Related Posts

Deixe um comentário